Prevenção, Saúde e Bem estar

| 10 fev 2014 |

O câncer de intestino é comum e muito grave, mas pode ser prevenido. A doença começa por um pólipo, que é uma verruga, e leva cerca de cinco anos para se transformar em um câncer. Ainda não sabemos o porquê do aparecimento de tais tumores.

Com a prevenção, o intestino é examinado e, se houver algum tumor, eles serão retirados. A partir disso, o paciente será orientado pelo proctologista a fazer controle periodicamente.

O câncer de intestino não dói, sangra pouco, pode causar cólicas e muda o aspecto das fezes. Em alguns casos, há dor de barriga, que vai ficando mais frequente com o tempo, alterando o funcionamento do intestino; fica preso ou solto, diferente do que era. A barriga pode ficar inchada e barulhenta, e até anemia pode ser verificada nos casos mais avançados. Os sintomas são discretos e passam despercebidos.

A pessoa com sangramento logo acha que é por causa das hemorroidas. Se tem dor de barriga, pensa que é nervosismo, vermes ou algum tipo de intolerância a leite ou glúten. Em muitos casos, a pessoa está errada. O certo é fazer o exame proctológico para diagnosticar o problema.

O dever do médico é informar. Ninguém pode se prevenir de uma coisa que não conhece. Saúde é bem estar, é alegria de viver. É ter a chance de se cuidar aproveitando o que a medicina moderna oferece de melhor, a prevenção.

Minha avó sempre dizia: “é melhor prevenir que remediar”.

Ela tinha razão.

 

Por Dra. Hilma Nogueira da Gama (CRM – 16386)